quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Bilhete de Tati Madjarof


Não posso enviar flores, não posso abraçar você e você sentir que a estou abraçando ...
Não posso mais beijar seu rosto e sentir seu coração de Mãe disparando na despedida...
Muitas coisas eu não posso mais...
O Celso está aqui, estamos apenas nos conhecendo pessoalmente, de pessoa pra pessoa, de alma pra alma...
Mas posso dizer que amo muito você, pelo que você sempre foi, pela guerreira que você é...
Meu pai precisa de um abraço, precisa de compreensão, de um momento de paz, não de solidão...
Minha irmã precisa confiar que vai vencer e, vai vencer...
Ah! Mãe quantas coisas ficaram no tempo... Não ficaram esquecidas  e é isto que dói..., assusta, amedronta, nos faz sentir que somos Nada...
Mas assim aceitamos viver e assim devemos viver enquanto a vida existir...
Força e Fé eu sei que você tem... cuide de minha avó.
Amos você sempre.
Tati

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sejam ben-vindos,m deixem seus comentários, eles fazem falta para muita gente pode se posicionar diante dos temas, grato, léo